21ª Conferência Internacional Consciousness Reframed - 2019

06.06.2019 09:00 — 08.06.2019 20:00

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

06.06.2019 09:00 08.06.2019 20:00 21ª Conferência Internacional Consciousness Reframed - 2019 Link: https:///pt/node?page=14

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto

 

 

 

O CITAR- Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes tem o prazer de anunciar a 21ª Conferência Internacional Consciousness Reframed, que decorrerá na Universidade Católica Portuguesa - Porto, de 6 a 8 de Junho de 2019.
 
Com o título Sentient States: Bio-mind and Techno-nature, Consciousness Reframed é um fórum de investigação transdisciplinar em arte, ciência, tecnologia e consciência, baseado na experiência e conhecimento de artistas,  designers, arquitectos, performers, músicos, escritores, cientistas e académicos, de diferentes países.  As conferências Consciousness Reframed já foram acolhidas pela Alemanha, Austrália, Áustria, China, Egipto, Gales, Grécia, Inglaterra, Noruega e Portugal. 
 
 
Tópicos para a Conferência Consciousness Reframed de 2019:
 
A conferência debruçar-se-á sobre a natureza do pensamento artificial, e sobre as formas de inteligência presentes na natureza - mapeadas através de aspectos da teoria e da prática criativa transdisciplinar da nossa cultura planetária.   Tal como vêm surgindo novos paradigmas do sentir e comunicar na nossa interação com a vida em todos os níveis perceptuais, desde as plantas e árvores até aos fungos e bactérias, também podemos ver matéria como mente habitada, media como a humidade necessária e tecnologia como uma ferramenta de Tao. O pensamento está a alastrar-se por todos os nossos sistemas, lugares e produtos. Precisamos de cidades não apenas smart mas também sensitivas: escolas que pensam, estradas que recordam, edifícios que sentem. A arte é tão extra-sensorial como interpessoal.  
A nossa consciência está em re-enquadramento e em re-formação.  
 
 
Entidades Promotoras
 
O CITAR desenvolve investigação artística, informada por práticas e conceitos inscritos nos impulsos humanos da nossa era pós-digital, pelos desafios e possibilidades das artes digitais e das ‘digital humanities’, em articulação com com a complexidade dos processos e tecnologias das artes analógicas. Os debates contemporâneos das artes e das humanidades digitais e tradicionais estimularam a definição dos nossos objetivos e pesquisas, articulados em quatro focos de investigação: Som e Música, ‘New Media Art’, Cinema e Arte Cinemática, Património e Conservação-Restauro. 
 
Links:
 
 
WEBSITE > AQUI
 
 
 
 

A Escola das Artes adere ao projeto Arts and Humanities Entrepreneurship Hub

(English below)

 
A Escola das Artes adere ao projeto Arts and Humanities Entrepreneurship Hub (AHEH)
 
Co-financiado pelo programa Erasmus+ da União Europeia, o projecto reúne uma aliança de parceiros de sete países europeus, liderada pela Swansea College of Art da UWTSD.  
 
Os parceiros da academia e da indústria vão trabalhar juntos para investigar, projetar, testar e disseminar em conjunto um programa de formação empresarial para estudantes e profissionais na área das Artes e Humanidades. 
 
O projecto tem a duração de três anos e irá desenvolver um website de acesso aberto para complementar a criação de sete Centros Europeus de Empreendedorismo, para fornecer apoio a longo prazo a estudantes e licenciados. 
 
A participação da Escola das Artes no AHEH será feita através do Mestrado em Gestão de Indústrias Criativas 
 
 
The School of Arts joins the Arts and Humanities Entrepreneurship Hub (AHEH). 
 
Co-funded by the Erasmus+ programme of the European Union, the project brings together an alliance of partners from seven European countries, led by UWTSD’s Swansea College of Art
 
Partners from academia and industry will work together to jointly research, design, test and disseminate a programme of entrepreneurial training for Arts and Humanities staff and students. 
 
The three-year project will lead to the creation of an open-access website to complement the creation of seven European Entrepreneurship Hubs to provide long-term support for students and graduates.
 
The School of Arts will participate through its Master in Creative Industries Management.
 
 
pt
23-11-2018

Escola das Artes é o mais recente membro European Creative Business Network

 

 

A Escola das Artes é o mais recente membro European Creative Business Network

 
ECBN é uma organização europeia sem fins lucrativos, com 61 membros em 21 países, que promove os interesses dos empreendedores culturais e criativos, incluindo artistas e estudantes de arte, na Comissão Europeia e no Parlamento Europeu. 
 
Ao apoiar os seus membros a nível local, regional e nacional, potencia uma melhor participação a nível europeu através dos seguintes serviços: transferências de conhecimento, colaborações em projeto, investigação e avaliação de efeitos de spillover, ou aplicações de financiamento e participação em consórcios transnacionais. 
 
O representante da Escola das Artes na ECBN é o professor Luís Teixeira.

 

 

pt
23-11-2018

Escola das Artes analisa escultura n.º 1 da Virgem Peregrina de Fátima

 

 

 
Figura intervencionada no Centro de Conservação e Restauro da Católica no Porto passou, em menos de 10 anos, pelos cinco continentes.
 
A Escola das Artes foi escolhida pelo Museu do Santuário de Fátima para levar a cabo o estudo dos materiais que constituem o suporte e superfície da escultura n.º 1 da Virgem Peregrina de Fátima, datada de 1947. Neste sentido, e durante 15 dias, o Centro de Conservação e Restauro (CCR) da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa desenvolveu um estudo aprofundado que permitiu perceber a forma como José Ferreira Thedim a criou.
 
A escultura “A virgem peregrina I” esteve, desde 30 de outubro, a ser analisada por especialistas do CCR, que, numa primeira fase, tentaram perceber o estado de conservação do suporte e detetar intervenções passadas de conservação ou restauro, através da realização de fotografias com luz visível e com luz ultravioleta e, ainda, recorrendo à radiografia digital. De seguida – e de forma a estudar o número e a espessura das camadas de tinta, identificar pigmentos, vernizes e outros materiais utilizados na escultura – foram recolhidas e analisadas micro-amostras com o auxílio de infravermelhos e de raios-x.
 
Carla Felizardo, diretora do Centro de Conservação e Restauro da Escola das Artes, refere que “o recurso a técnicas de análise avançadas permite perceber como a obra foi construída e detetar algumas fragilidades da madeira original do suporte invisíveis a olho-nu.” Durante o trabalho de estudo e análise da escultura – que permaneceu na Escola das Artes até ao passado dia 16 de novembro – foi executado, ainda, o reforço estrutural da base.
 
Escultura deriva do relato realizado pela irmã Lúcia
A escultura intervencionada foi criada por José Ferreira Thedim, com base na descrição da irmã Lúcia, a mais velha dos três pastorinhos, e apresenta-se como uma versão da figura diferente de todas as que existiam até então. “A própria Lúcia de Jesus diz que as imagens de Nossa Senhora de Fátima até àquela época eram demasiado barrocas e que se ela soubesse pintar, ainda que nunca fosse possível fazer aquilo que terá visto, faria uma imagem o mais simples possível: toda branca, com um fio dourado na orla do manto” revela Marco Daniel Duarte, diretor do Museu do Santuário de Fátima.
 
“A virgem peregrina I é uma das figuras mais simbólicas do catolicismo contemporâneo”, salienta, ainda, o diretor do Museu do Santuário de Fátima. De acordo com Marco Daniel Duarte, “a figura percorre, desde 1947, os caminhos do mundo, tendo passado, em menos de 10 anos, pelos cinco continentes”. Os anos de culto e viagem da escultura valorizaram a carga simbólica daquela que é, segundo as palavras do diretor do Museu, “talvez a peça artística mais viajada do mundo”.
 
Após esta análise, a escultura viajará, em janeiro de 2019, até ao Panamá para estar presente nas Jornadas Mundiais da Juventude, onde estará, também, o Papa Francisco.
 
Novembro 2018
pt
21-11-2018

Pedro Alves (EA) participa na III Conferência do Plano Nacional de Cinema

 

Professor da Escola das Artes na III Conferência do Plano Nacional de Cinema

 

O professor da Escola das Artes Pedro Alves irá participar na III Conferência do Plano Nacional de Cinema, a realizar-se no próximo dia 17 de novembro, na Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema. Contando com nomes de grande relevo político e cultural nos panoramas cinematográfico e educativo nacionais, o docente fará parte do painel dedicado a experiências de formação cinematográfica.
 
O Plano Nacional de Cinema visa fomentar a literacia para o cinema e a divulgação de obras cinematográficas nacionais junto do público escolar, garantindo instrumentos essenciais e leitura e interpretação de obras cinematográficas junto dos alunos das escolas abrangidas pelo programa. É uma iniciativa conjunta da Presidência do Conselho de Ministros, através do Gabinete do Secretário de Estado da Cultura, e do Ministério da Educação e Ciência, pelo Gabinete do Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário. O PNC é operacionalizado pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), pela Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema e pela Direção-Geral da Educação (DGE).
 
Consultar programa AQUI
 
 
 
pt
12-11-2018

10 NOV > 1º Encontro de Coros Escola das Artes-Faculdade de Teologia

1º ENCONTRO DE COROS
Igreja paroquial de São José de Ribamar
Póvoa de Varzim
 
10h00 a 13h00 e 14h30 a 17h30
Celebração: 17h30
 

No próximo sábado, dia 10 de Novembro, realiza-se o primeiro encontro de coros desenvolvido pela Pós-Graduação em Música Sacra da Escola das Artes e a Faculdade de Teologia, da Universidade Católica Portuguesa.

Esta atividade terá lugar na Igreja paroquial de São José de Ribamar, Póvoa de Varzim, entre as 10:00 e as 17:30. 

 

pt
09-11-2018

Diretor da Escola das Artes é o curador da exposição "Haus Wittgenstein", a inaugurar no MAAT dia 6 NOV

João Maria Gusmão e Pedro Paiva
Câmara dentro de câmara, 2010
Projeção de camera obscura

 

O Diretor da Escola das Artes, Prof. Nuno Crespo, é o curador da exposição "Haus Wittgenstein", a inaugurar no MAAT (Museu Arte, Arquitetura e Tecnologia), no próximo dia 06 de novembro às 19h.

O mote desta exposição são os 90 anos da casa do filósofo austríaco Ludwig Wittgenstein (1889 – 1951) em Viena. Com o projeto começado em 1926 e concluído em 1928, trata-se de uma casa com uma história intensa que cruza várias áreas de conhecimento. Este cruzamento acontece não só porque Wittgenstein foi o seu arquiteto, mas também porque a história do projeto, a sua construção e habitação convocam uma série de conflitos que podem servir como possibilidade compreensiva do que é um processo criativo tanto em arte, como em arquitetura.

Esta exposição apresenta uma seleção de obras de várias instituições e artistas, incluindo um conjunto de trabalhos inéditos de artistas nacionais, que tomaram como ponto de partida a exploração da casa e as ideias deste filósofo. O resultado é um diálogo entre arte, arquitetura e filosofia nas salas da Galeria Principal.
 
 
A Escola das Artes colaborou ainda na produção da peça da artista Ana Almeida, pelo envolvimento do Centro de Conservação e Restauro, em particular pelo trabalho desenvolvido pela sua diretora, Carla Felizardo e pelo Prof. Arlindo Silva. Esta peça, intitulada "A Casa" (referência à casa de Ludwig Wittgenstein), foi realizada recorrendo à técnica de Stucco-Lustro. 
 
O Stucco-Lustro consiste na imitação de pedras naturais, em geral mármore, através da pintura (a fresco, ou a seco) sendo executada sobre reboco liso de cal e areia finíssima, ou com pó de mármore.
No final, a pintura é brunida a ferro quente e posteriormente polida, podendo levar ou não um acabamento feito com cera ou verniz adequado à imitação pretendida. Em alguns tratados esta técnica apresenta variações, onde, em alternativa ao brunir a quente, se utiliza uma talocha especial com acabamento arredondado nos cantos para dar o lustro desejado às superfícies.
 
 
 
_ _ _ 
 
HAUS WITTGENSTEIN
Curadoria: Nuno Crespo
Museu Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT)
 
07 Nov 2018 - 25 Fev 2019
11H00 - 19H00
(encerrado às terças-feiras)
 
Artistas em exposição:
Vitto Acconci, Ana de Almeida, Leonor Antunes, Art & Language, John Baldessari, Vasco Barata, Robert Barry, Mel Bochner, Pedro Cabrita Reis, Ricardo Carvalho, Nuno Cera, Gil Heitor Cortesão, Luísa Cunha, João Paulo Feliciano, Ângela Ferreira, Horácio Frutuoso, João Maria Gusmão e Pedro Paiva, Sabine Hornig, Derek Jarman, Joseph Kosuth, João Louro, Luis Lázaro Matos e José Luís Quitério, Paulo Mendes e Pedro Campos Costa, Bruce Nauman, Olaf Nicolai, Gonçalo Pena, Julião Sarmento, Lawrence Weiner.
 
pt
04-11-2018

Pages